Visita ao incrível Templo Zu Lai em Cotia

O Templo Zu Lai é um dos mais conhecidos dos moradores da região metropolitana de São Paulo, já que fica localizado em Cotia, a apenas 35 km da capital.

Ele é considerado o primeiro templo do Monastério Fo Guang Shan na América Latina. Seus jardins são cercados por estátuas e esculturas que deixam qualquer um encantado. Além disso, árvores e fontes complementam o clima zen do lugar. Para quem se interessar em saber mais sobre a religião, é possível participar de cursos como yoga, meditação e kung fu.

O local conta também com um restaurante e cafeteria (veganos) e lojinha com artigos budistas.

Onde: Estr. Fernando Nobre, 1461 – Jardim Pioneira, Cotia – SP

Quando ir: Terça a sexta, das 12h às 17h; Sábados, domingos e feriados, das 9h30 às 17h. Fechado de Segunda (mesmo se for feriado)

Preço: Entrada Gratuita

Dica de passeio: Cafeteria Isso é Café

A cafeteria Isso é Café está localizada, no Mirante 9 de Julho, espaço multicultural localizado logo atrás do MASP, na Avenida Paulista.

A pessoa tem visão para a Avenida 9 de Julho, além do local ter uma programação com shows e exposições.

Localizado na Rua Carlos Comenale, s/n – Bela Vista

Horário de funcionamento: terça a domingo, das 10h às 20h.

Esquiar e andar de teleférico em São Roque

A cidade de São Roque reserva grandes programas, tanto para crianças quanto para adultos. Localizado a apenas 54 km da capital, o Sky Montain Park é uma das atrações imperdíveis da cidade. Com pistas de esqui, teleférico e tobogãs, a aventura e diversão são garantidas. Para os mais novos, monitores treinados estão no local para todo auxílio necessário. Além disso, o local possui toda infraestrutura para passar o dia, como banheiros e lanchonetes.

Onde: Av. Três de Maio, s/n – Cambará – São Roque

Veja cinco dicas fundamentais para escolher um vestido de noiva

Como escolher o vestido de noiva? 5 dicas essenciais.

O vestido de noiva é um dos pontos mais importantes de qualquer festa de casamento. Veja cinco dicas importantes:

  1. 1. Pesquise tendências e referências antecipadamente: Pesquise modelos de vestidos que lhe agradem em revistas especializadas ou na internet.
  2. 2. Conheça o modelo ideal para seu biótipo: Depois de encontrar modelos que lhe agradem, é hora de buscar, entre eles, modelos que valorizem seus pontos fortes.
  3. 3. Tenha em vista a data e o local de realização de seu casamento: sempre é preciso ter em mente o horário do evento e a estação do ano na qual seu casamento será realizado.
  4. 4. Decida: comprar ou alugar? Existem vantagens em ambas as opções. Para escolher, é preciso definir as suas prioridades. Se você possui o desejo de guardar o vestido como recordação ou mesmo para ser utilizado futuramente por sua filha, a compra se delineia como a melhor opção.

No entanto, se o orçamento de sua festa está mais enxuto, ou se você não possui lugar para guardar adequadamente o vestido, alugar poderá ser mais uma decisão mais acertada.

  1. 5. Não tenha receio: experimente quantos modelos forem necessários

Peça a opinião para poucas pessoas, que conheçam bem os seus gostos, que serão honestas e em cujo julgamento e opiniões você confie, para acompanhá-la nessa hora tão especial. Quando experimentá-los, movimente-se com os vestidos, caminhe, levante os braços, simule passos de dança. Isso ajudará a escolher um modelo que, além de lindo, seja confortável e não limite seus movimentos.

Uma dica importante é, quando a loja permitir, solicitar para que alguém fotografe as opções que mais lhe agradaram. Assim, você poderá analisá-las em casa, com tranquilidade, e terá mais segurança em sua escolha.

Passeio de trem por Paranapiacaba

A cidade turística de Paranapiacaba fica no distrito de Santo André e visitá-la é como voltar no tempo dos barões de café, onde as cidades eram rústicas e pequenas. A região abrigou, em 1867, imigrantes ingleses que vieram ao país para construir a ferrovia paulista. Por conta disso, Paranapiacaba possui uma arquitetura diferenciada, com edificações construídas pelos britânicos e mantidas até hoje. Além disso, trilhas, cachoeiras e bastante contato com a natureza completam as atrações do lugar.

Dica de Passeio: Circo Spacial

Sinopse: Com mais de três décadas o Circo Spacial oferece a essência da vida circense em seu picadeiro premiado. Através de suas apresentações o público tem o prazer de vivenciar o Circo como de fato nasceu, através de todo luxo e glamour das apresentações e também a diversidade através das brincadeiras dos palhaços por exemplo. O Circo Spacial em suas apresentações transporta o público para as origens do Circo. O cheiro da pipoca, a sensação da serragem, os figurinos, a emoção entre um número e outro, a beleza dos figurinos são alguns dos elementos que garantiram ao circo o título de maior e mais premiado circo brasileiro. Atualmente o grande público tem o prazer de prestigiar o espetáculo “Elementos” que mistura os 4 elementos da Terra sob a incrível direção de Margareth Querubin. Além dos prêmios o Circo Spacial também é conhecido mundialmente já que muitos de seus artistas foram encaminhados para os maiores circos do mundo. Brincando com elementos circenses e da natureza, o espetáculo apresenta trapezistas, malabaristas, acrobatas, mágicos e palhaços, entre outras atrações.

Local: Circo Spacial – Ponte João Dias (Sul)

Data: até 1 de Julho; Sextas, sábados e domingos, às 20h30

Na bilheteria: R$ 30,00 a R$ 250,00

No Sampa ingressos de R$ 12,90 a R$ 119,90

Av. João Dias, 2476 (Santo Amaro) – Telefone: 982343381

Estacionamento no local

https://www.sampaonline.com.br/cultura/espetaculo.php?id=80665

Magicamente – Um show de Hipnose Cômica

Sinopse: Você irá se surpreender e se encantar com o espetáculo Magicamente, pois este não é apenas um Show de Hipnose, mas sim um show muito interativo, onde o protagonista é você. Traga sua família e seus amigos, e venha se se divertir como nunca, pois você passará por momentos e sensações maravilhosas, que ficarão marcadas em sua mente. Com muita ética, respeito e simpatia, e com anos de experiência realizando shows de hipnose pelo Brasil, os hipnotistas irão conduzir você para uma viagem inesquecível ao mundo de sua imaginação, sempre com muita diversão e muito humor. Assista ao show e descubra que quem faz sua realidade é você, pois quando mudamos nossa percepção, mudamos nossa realidade e, assim, conseguimos alcançar todos nossos sonhos. O limite é somente sua imaginação!

Local: Teatro Santo Agostinho (Paulista)

Data: até 28 de Abril; Sábados, às 20h

Na bilheteria: R$ 60,00

No Sampa ingressos: R$ 24,00

https://www.sampaonline.com.br/cultura/espetaculo.php?id=84455

Dica para ouvir e entrevista com a Banda No Trauma

Fundada desde 2011, a banda carioca No Trauma, traz um rock com uma pegada pesada. Já fez vários shows em casas conceituosas do Rio de Janeiro.  Em 2015, lançaram a música VIVA FORTE https://www.youtube.com/watch?v=k5dts5_kknk …No Trauma!

O Dicas da Paty um papo com essa galera. Curte aí:

– Como aconteceu a formação da banda?

Bem, a formação atual se consolidou depois de muitas mudanças; hoje, com a nossa formação atual, alcançamos um som único e mais coeso. Marvin (batera) e Tuninho (guitarra) estão na banda desde o início, Hosmany (vocal) veio bem na época que estávamos produzindo o nosso disco Viva Forte até o seu leito de morte, João (baixo) veio pouco depois do disco já gravado.

 

– Como surgiu a ideia para o nome da banda?

O nome da banda vem de um conceito um pouco difícil de explicar, temos um paradoxo entre o inglês e o português no nome, mas parte do princípio de não se abalar, não se enfraquecer, não deixar que traumas te parem, mesmo estando em trauma; daí o paradoxo do inglês português, no trauma (estar traumatizado) e no trauma (sem trauma) .

 

– Qual é a melhor parte e a maior dificuldade em estar em uma banda?

A melhor parte é tocar, fazer show, vê o êxtase das pessoas cantando nossas músicas. A parte mais difícil e creio eu que para qualquer artista independente de ser no Brasil, seria a administração do projeto, pois levamos uma vida dupla, entre a música e um trabelho externo a ela pois viver de música pra gente ainda não é possível, mas será.

 

– Para quem não conhece vocês, como vocês descreveriam a banda?

O No Trauma é uma experiência, é uma reflexão, é um esporro, é um alívio para quem ouve e é mais além, para quem vai a um show nosso um presente. Conheça nosso trabalho.

 

– Como vocês veem a cena independente atual?

A cena independente no Brasil tem muitas flutuações, a poucos anos estava muito boa, hoje já vive algumas dificuldades, mas creio que o momento do País também não está propício, mas ela vive e nunca morrerá a música é eterna.

 

– Quais são as vantagens e desafios em produzir música própria e fazer carreira no Brasil?

A vantagem e a liberdade, seu trabalho ganha total autenticidade com isso, a desvantagem é o investimento para tal, você é seu próprio investidor e as vezes, você pode ser um puta artista, mas depende de um investimento para poder crescer.

 

– Quais são as influências e o diferencial No Trauma?

As influências são muitas, desde artistas do nosso gênero a outros estilos de música diferentes, abrangemos até livros, filmes e etc. para compor tudo que é o No Trauma

 

– E os planos para 2018?

2018 já está sendo um ano de plantio para nós, estamos compondo para o novo disco, e ainda esse semestre teremos um clipe novo do nosso último disco e mais algumas novidades ainda sobre o Viva forte até o seu leito de morte .

Acompanhe as Redes Sociais da Banda:

https://www.facebook.com/NoTraumaOFICIAL

Instagram: @notraumaoficial

Canal no Youtube

Relaxa que é sexo

Sinopse: A peça descreve com humor, sedução e leveza as mais diferentes experiências sexuais – de virgindade a homossexualismo. Sem compromisso ou maiores explicações, o sexo é encarado como forma de amor, diversão, prazer ou sustento. É uma comédia de encontros ocasionais, inesperados ou previstos, por vezes até dolorosos que podem acontecer a todos nós, principalmente aos mais jovens, e que vistos de fora podem ser hilários.

Local: Teatro Nair Bello (Paulista)

Data: até 1 de Abril; Sextas e sábados, às 21h; Domingos, às 19h

Na bilheteria: R$ 80,00

No Sampa ingressos: R$ 40,00

https://www.sampaonline.com.br/cultura/espetaculo.php?id=96016

Dica para ouvir e entrevista: Banda O Cravo

Formada em Juiz de Fora, no final de 2013, a banda CRAVO tem letras que falam sobre amor, paz e esperança; com influências do reggae e rock, envolvidos da melhor forma pelo pop nacional e internacional.

Sua formação vem com Pablo P.A (Vocal, Guitarra e Violão), Kdim (Vocal, Guitarra e Violão), Fred (Bateria) e Anderson Neném (Baixo). O Dicas da Paty bateu um papo com essa galera que fala sobre produção musical, o contato com os fãs e a produção do primeiro clipe da Banda. Curta, compartilhe e comentem o que acharam.

 

– Como aconteceu a formação da banda?

A formação da banda aconteceu a partir de um antigo projeto que se desfez para começar uma nova caminhada. Eu (kdim vocalista) e PA (vocalista), decidimos montar um projeto mais comercial e, a partir daí começamos a procurar novos integrantes. Fred (bateria) e Neném (baixo) vieram depois por indicação de amigos.

 

– Como surgiu a ideia para o nome da banda?

A ideia do nome foi o PA que criou. Na primeira ideia seria “Cravo da terra”, mas decidimos não usar esse nome por ser um pouco mais rotulado ao reggae. Decidimos usar CRAVO, que é uma sigla que simboliza muito no que acreditamos. CRAVO é crer no Amor e na Verdade do Onipresente.

 

– Para quem não conhece vocês, como vocês descreveriam a banda?

Somos uma banda que leva uma mensagem positiva em todas nossas canções e apresentações. Acreditamos muito no poder que a música tem de influenciar positivamente na vida das pessoas e seguimos por esse caminho. Somos uma banda pop com influencias no reggae, rock e rap.

 

– Quais são as vantagens e desafios em produzir música própria e fazer carreira no Brasil?

A maior vantagem definitivamente é o reconhecimento pelo esforço. Produzimos tudo em casa no nosso estúdio chamado “MobDisk” . Desde a primeira palavra de uma composição até o arranjo final é feito aqui. Ser reconhecido por isso não tem preço. O maior desafio é realmente mostrar o nosso trabalho para o maior número de pessoas. É um trabalho longo que exige muita abdicação e dedicação.

 

– Vocês têm uma galera fiel que acompanha sempre a Banda, como é esse contato com o público?

Nosso contato é forte. Sempre conversamos com todos os nossos fãs diretamente. Estamos sempre pedindo sugestões para cada vez mais, melhorar nossa entrega de conteúdos e nossa comunicação. Temos um carinho enorme por todos, pois sem eles não seriamos nada.

 

– Sobre o processo criativo, um fica responsável pela letra e outra melodia ou é um processo colaborativo?

Todos da banda abraçam uma função. O processo de composição é feito por mim (Kdim) e Nenem. A parte de produção é comandada pelo PA e nós auxiliamos na parte de produção e arranjo. Hoje fazemos parte da Nonstop que gerencia toda nossa carreira. Somos muito gratos pela Nonstop em realizar nossos sonhos.

 

– Como surgiu a ideia do Incasa?

A internet é uma ferramenta fundamental para mostrar conteúdo gratuito. No início nós fazíamos vídeos gravados por celular. Depois de um tempo, vimos que a galera curtia e compartilhava muito. Tivemos a ideia de fazer algo com mais qualidade e que fosse dentro da nossa casa. Daí surgiu a ideia do Incasa.

 

– E os planos para 2018?

Esse ano lançamos o nosso novo EP chamado “Cravo” onde teremos 5 a 6 músicas autorias. Vamos gravar nosso primeiro clipe desse EP no final de março e iniciaremos também a nossa nova tour, chamada “Nossa Vibe”. Temos muito trabalho a fazer e vocês não perdem por esperar.

 

Acompanhe as Redes Sociais da Banda:

@cravooficial

http://www.cravooficial.com

https://www.facebook.com/cravooficial

https://www.instagram.com/cravooficial/

https://www.youtube.com/user/cravooficial/videos