Dica de Filme: A Família Bélier

O Filme conta a história de uma família francesa que vive em uma cidade no interior e tem como renda a produção própria de laticínios de sua pequena propriedade. O grande diferencial dela é o fato de todos serem surdos, exceto Paula.

Paula é uma adolescente típica de 16 anos que vive os conflitos normais de sua idade: primeira paixão, amizades, inseguranças e sonhos. Além disso, ela é intérprete de seus pais e do irmão, que dependem dela para se relacionar com o resto do mundo. De forma inesperada, Paula descobre possuir um talento excepcional para cantar e é estimulada a participar de um concurso para estudar em uma respeitada escola de canto de Paris. A adolescente passa a viver em conflito por ter que escolher entre seu talento e a família.

A Família Bélier poderia ser um filme sobre conflitos familiares como tantos outros que o cinema já retratou, mas se torna único pela singeleza de seus personagens. Um filme que retrata a coragem necessária que às pessoas se dispõem a praticar o amor na sua mais genuína expressão.

Um filme lindo de ver, sentir e ouvir!

Dica de lugares: She Rocks

A casa conta com decoração pelo arquiteto Górios Neto em parceria com Tito Sanchez que trouxeram clima intimista para o projeto. A She Rocks tem programação com bandas pop/rock e DJs para agitar a noite paulistana. O local tem camarotes personalizados e elegantes, com vários espelhos ao seu redor.

A She Rocks funciona de Segunda-feira á sábado, a partir das 23h. Está localizado na Rua Tabapuã, 1460 – Itaim Bibi – São Paulo – SP.

www.facebook.com/sherocks.sp?fref=ts

www.sherocks.com.br

Dica do Dia: SÊLA – Festival de Música.

Propondo uma libertação dos estereótipos femininos na música e buscando autonomia e consolidação de espaço no meio, a SÊLA traz mulheres protagonistas de suas obras e fundamentais para o cenário musical contemporâneo e para o que está por vir. O festival acontece dia 24 de junho (Sábado), das 16h às 23h.

Programação:

17h – Marina Melo

18h – BrisaFlow

18h50 – Paula Cavalciuk

19h40 – Camila Garófalo

20h30 – Nina Oliveira

21h20 – Marcelle Equivocada

Onde: Associação Cultural Cecilia (Centro)

Rua Vitorino Carmilo, 449 – Barra Funda, São Paulo – SP, 01153-000

Quanto: Gratuito

Dica do Dia: Anaïs Nin – À flor da pele

O monólogo é encenado por Flávia Couto, que se inspirou nos diários íntimos e correspondências secretas da autora de “A Casa do Incesto” para retratar sua luta pela liberdade artística, sexual e emocional em meados da década de 1930.

Em um cenário que remete ao “quarto de palavras” da autora, o público ouve as confissões e mergulha nas aventuras que se passam ora na provinciana Louveciennes (cidade a 30 quilômetros de Paris), ora na capital francesa ameaçada pela Segunda Guerra Mundial, ora na agitada e libertina Nova Iorque.

Quem foi Anaïs Nin?

Filha de um compositor cubano e de uma cantora com ascendência cubana, francesa e dinamarquesa, Anaïs Nin nasceu na França, mas se mudou com a mãe para Nova Iorque logo que seus pais se separaram. A ausência do pai foi um dos principais motivos que a levaram, ainda adolescente, a escrever.  Ficou famosa pela publicação de seus diários íntimos, que narravam situações e temas polêmicos para a época, tais como as aventuras sexuais com amantes e o caso de incesto com seu pai. Foi oficialmente bígama, ao se casar em 1955 com Rupert Pole, sendo ainda esposa de Hugh Guiler. Por ser uma mulher livre e persistir firme na defesa pelo seu estilo pessoal de escrita e espaço como autora, foi considerada uma referência para movimentos emancipatórios femininos.

Onde: Oficina Cultural Oswald de Andrade

Quando: 19 de junho a 12 de julho – segundas, terças e quartas, às 20h

Quanto: Gratuito (retirada de ingressos uma hora antes)

Dica do Dia: O Beijo no Asfalto

Adaptação da obra de Nelson Rodrigues

A montagem é um texto original de Nelson Rodrigues, que mostra a reviravolta na vida do jovem Arandir, que presencia o atropelamento de um desconhecido e, atendendo a um pedido deste à beira da morte, lhe dá um beijo na boca.

Um repórter ganancioso por notícias presencia o fato e vê neste ato de um homem beijar outro homem a possibilidade de vender mais jornal e ganhar muito dinheiro.

O caso ganha espaço na imprensa por jornalistas e por policiais sem ética que não temem invadir a privacidade familiar. Destilando a crueldade e o preconceito na sociedade.

Onde: Teatro Ruth Escobar – Sala Miriam Muniz – Rua dos Ingleses, 209 – Bela Vista.

Quando: 19 de Junho até 21 de Junho; segunda, terça e quarta, às 19h e às 21h;

Quanto: Gratuito (Chegar com uma hora de antecedência para retirada de senha).

Dica de Filme: O Físico

O filme O Físico é baseado no livro homônimo, de Noah Gordon. A produção cinematográfica não chega a ser envolvente, mas existe detalhes curiosos que fazem o filme ter lá o seu charme. O personagem Rob Cole, fica órfão ainda bem jovem, quando sua mãe é vitimada pela “doença do lado”. Ele cresce e sua paixão pela “Medicina” aumenta e, por conta disso, Rob vai para a Pérsia e se faz passar por um judeu para ser aceito em uma espécie de hospital/escola. O Dono desse local é Ibn Sina, o maior sábio do oriente quando o assunto é curar ou aliviar o sofrimento humano. Rob logo se torna o melhor discípulo de seu mestre e acaba por descobrir a causa e a transmissão da Peste Negra e, mais tarde, ao dissecar um cadáver (algo proibido no território islâmico), descobre que a “doença do lado” nada mais era que Apendicite Aguda – como hoje é conhecida. Patologia esta que até hoje tem sua terapêutica baseada na cirurgia de retirada do apêndice, como única abordagem médica possível.

O Físico é um filme comum, com um roteiro simples e vai agradar aos simpatizantes dos assuntos médicos e/ou dos eventos históricos do século XI.

Dica de lugares: Piove

A casa noturna Piove está localizada no badalado bairro do Itaim Bibi e reúne em um mesmo ambiente, bar, pista de dança com shows ao vivo e diversas atrações. O repertório que tem na casa mescla entre o MPB, Pop Rock nacional e internacional. Às quartas-feiras tem transmissão de jogo de futebol.

Localizado: Rua Jerônimo da Veiga, 75 – Itaim Bibi – São Paulo – SP

Acompanhe as redes sociais da Piove:

Twitter: @musicapiove

Facebook

Site: www.piove.com.br

Dica do dia: Pagliacci

Sinopse: O projeto LaMínima 20 anos tem realização do SESI-SP e conta com várias ações para a comemoração dessa data: a estreia do espetáculo Pagliacci, uma mostra de repertório com apresentações de montagens marcantes da carreira do grupo (À La Carte, Luna Parke, Reprise, A Noite dos Palhaços Mudos, Rádio Variété e Classificados) e uma exposição com fotos, objetos e figurinos. Pagliacci também faz circulação pelos bairros da cidade, nos CEUS, por intermédio do edital Prêmio Zé Renato de Teatro, da Prefeitura Municipal de São Paulo.

Local: Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso (SESI) (Paulista)

Data: até 2 de Julho; Quintas, sextas e sábados, às 20h; domingos, às 19h

Gratuito

Dica de Espetáculo: Senhor das Moscas

Sinopse: Crianças inglesas de um colégio interno ficam presas em uma ilha deserta, sem a supervisão de adultos, após a queda do avião que as transportava para longe da guerra. Os meninos se vêm sob duas lideranças naturais: Jack está sempre preocupado em caçar, matar os porcos selvagens que existem na ilha, organizando sua equipe de caçadores; enquanto Ralph ocupa-se em deixar uma fogueira sempre acesa, para que possam ser, um dia, salvos. Ralph deseja voltar para o mundo moderno, para a civilização, enquanto Jack cada vez mais rompe seus laços com ela. A situação se torna mais complexa quando aparece um “bicho” para aterrorizá-los. Então as crianças escolhem um símbolo sobrenatural: uma cabeça de porco espetada numa estaca, que eles batizaram como Senhor das Moscas e para quem pedem proteção contra os perigos da ilha.

Local: Teatro do SESI (Paulista)

Data: até 26 de Novembro; Quinta, sexta e sábado, às 15h; Domingos, às 14h30

Gratuito

Dica de Espetáculo: Refluxo

Sinopse: Refluxo é uma necessidade de expelir o que de mais indigesto a sociedade tem nos feito engolir: a violência moral. Dário é um ascensorista que trabalha em um prédio de classe média decadente onde todos acham que suas próprias inquietudes são sempre as mais insuportáveis. Naquele dia, em especial, dois incidentes atravessam seu trajeto até o trabalho: uma obstrução monstruosa nas linhas do metrô e uma árvore que cai em frente ao prédio. De um ninho da árvore, ele recolhe um pássaro, uma espécie de esperança que tenta preservar neste dia estranho, permeado por moradores que transitam entre o extremo da violência e a conveniente generosidade. Algo muito terrível está acontecendo. Ninguém sairá imune, impune.

Local: Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso (SESI) (Paulista)

Data: até 2 de Julho; Quartas, quintas, sextas e sábados, às 20h30; domingo, às 19h30

Gratuito