Dica de livro: O trovador solitário

O livro escrito pelo jornalista Arthur Dapieve, mostra a trajetória do cantor. O leitor entende bem os pensamentos de Renato, sobre sua influência na música, na poesia e na vida de jovens da época; por isso faz você entender um pouco mais sobre a idolatria que cerca seu nome. Representante da maior banda nacional, mas às voltas com a solidão, com amores não correspondidos, com o fantasma do HIV e problemas na relação bipolar com seu público. Renato Russo formou sua própria Legião, com uma única diferença: ela segue forte e firme, por entre metrópoles, zonas rurais, planalto central, cerrado, caatinga, atravessando fronteiras, tempos e silêncios.

Dica de livro: O Último Adeus

o-ultimo-adeus-cynthia-hand-darkside-books-capa-cover-final2
Livro O Último Adeus

O Último Adeus é narrado em primeira pessoa por Lex, uma garota de 18 anos que começa a escrever um diário a pedido do seu terapeuta, como forma de conseguir expressar seus sentimentos retraídos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é se sentir feliz. O divórcio dos seus pais, as provas para entrar na universidade, os gastos com seu carro velho. Entre outras tantas coisas, ela se sente vazia. E no meio desse vazio, Lex e sua mãe começam a sentir a presença do irmão. Fantasma, loucura ou apenas a saudade falando alto? Eis uma das grandes questões desse livro apaixonante. O Último Adeus é sobre o que vem depois da morte, quando todo mundo parece estar seguindo adiante com sua própria vida, menos você. Lex busca uma forma de lidar com seus sentimentos e ela só tem apenas a nós, leitores, como amigos e confidentes. O mundo espera que continuemos felizes e contentes, por isso o Último Adeus mostra que sim, a vida continua, mas que vamos ficar tristes de vez em quando, que faz parte chorar, que vamos sempre lembrar de quem se foi, com muito carinho.