Dica de Livro: Luisa Mell: Como Os Animais Salvaram Minha Vida

Com um instituto que leva seu nome, trabalho reconhecido internacionalmente e a admiração de milhares de pessoas, Luisa Mell passou por um longo e turbulento caminho para chegar até aqui.

Nestas memórias, Luisa conta que levou sua militância à flor da pele, sem se importar com as piadas que faziam quando aparecia chorando na televisão. Afirma, também que conheceu o inferno quando ficou desempregada, sem seu programa na TV, sozinha, e caiu em uma depressão profunda.

Luisa fala da luta contra rodeios, vaquejadas, testes em animais, maus-tratos e abandono de bichos. Conta tudo sobre o veganismo, sobre sua gravidez e também sobre o início da criação de seu filho, Enzo. Ela também detalha como, ao ajudar os animais, se curou e se salvou, e revela toda a sua verdade nesta obra – escrita por ela durante cerca de um ano e com todo o seu coração.

Daily Vlog: Bienal do Livro 2018 – Turma da Mônica

A Bienal Internacional do Livro de São Paulo, acontece até domingo, dia 12 agosto, no Pavilhão do Anhembi. Com o tema “Venha fazer esse download de conhecimento”, o evento tem as tradicionais sessões de autógrafos, estandes de editoras, a programação de palestras com escritores, debates sobre atualidades, local para saraus, shows, espaço infantil e área dedicada à gastronomia.

Confere no vídeo o que rolou no Daily Vlog do Dicas da Paty:  



Dica de Livro: Na Minha Pele

Movido pelo desejo de viver num mundo em que a pluralidade cultural, racial, étnica e social seja vista como um valor positivo, e não uma ameaça. Lázaro Ramos divide com o leitor suas reflexões sobre temas como ações afirmativas, gênero, família, empoderamento, afetividade e discriminação.

Ainda que não seja uma biografia, em ‘Na minha pele’ Lázaro compartilha episódios íntimos e também suas dúvidas, descobertas e conquistas. Ao rejeitar qualquer tipo de segregação ou radicalismo, Lázaro nos fala da importância do diálogo. Não se pode abraçar a diferença pela diferença, mas é possível lutar pela sua aceitação num mundo ainda tão cheio de preconceitos.

Um livro sincero e revelador, que propõe uma mudança de conduta e nos convoca a ser mais vigilantes e atentos ao outro.

Dica de Livro: Rita Lee – Uma Autobiografia

Do primeiro disco voador ao último porre, Rita é consistente. Corajosa. Sem culpa nenhuma. Tanto que ao ler o livro várias vezes, fica a sensação de estar diante de uma Bio não autorizada, tamanha a honestidade nas histórias. Da infância e os primeiros passos na vida artística; sua prisão em 1976; o encontro de almas com Roberto de Carvalho; o nascimento dos filhos, das músicas e dos discos clássicos; os tropeços e as glórias.

Está tudo lá. E você pode ter certeza – essa é a obra mais pessoal que ela poderia entregar aos leitores. A obra conta com fotos, legendas pessoais e histórias marcantes.

Dica de Livro: Fome

Roxane Gay sofreu abuso sexual aos 12 anos de idade e manteve esse segredo por muito tempo; um acontecimento que impactou (e impacta até hoje) sua vida.

Após o ocorrido, a autora começou a lidar com vários problemas em relação ao seu corpo, e é neste livro autobiográfico intitulado ‘Fome’ que ela se abre de uma maneira profunda e sincera.

Ao longo das páginas, Gay conta um pouco sobre sua batalha com a comida e julgamento alheio a fim de ajudar mulheres que estão em uma briga constante com si mesmas.

Dica de Livro: Eu Sou Malala

Quando o Talibã tomou controle do vale do Swat, uma menina levantou a voz. Malala Yousafzai recusou-se a permanecer em silêncio e lutou pelo seu direito à educação.

Só que em 9 de outubro de 2012, ela quase pagou o preço com a vida. Malala foi atingida na cabeça por um tiro à queima-roupa dentro do ônibus no qual voltava da escola.

Poucos acreditaram que ela sobreviveria, mas a recuperação milagrosa de Malala a levou em uma viagem extraordinária de um vale remoto no norte do Paquistão para as salas das Nações Unidas em Nova York. Aos dezesseis anos, ela se tornou um símbolo global de protesto pacífico e a candidata mais jovem da história a receber o Prêmio Nobel da Paz.

‘Eu sou Malala’ é a história de uma família exilada pelo terrorismo global, da luta pelo direito à educação feminina e dos obstáculos à valorização da mulher em uma sociedade que valoriza filhos homens.

Dica Livro: O Preço da paz

SAIUUUU vídeo novo!!!
A Dica de livro hoje é O Preço da paz
Um livro que mostra as coincidências dessa vida ou será destino que coloca alguém nas nossas vidas quando menos esperamos. A narrativa também fala sobre o perdão, que precisamos ter para evoluir como pessoa. Evoluir espiritualmente.

Dica de livro: SÓ POR HOJE E PARA SEMPRE – RENATO RUSSO

SAIUUUU

vídeo novo!!!
A Dica de livro hoje é SÓ POR HOJE E PARA SEMPRE – RENATO RUSSO.

O livro é um material inédito que vem à tona depois de mais de vinte anos. São as memórias do líder da Legião Urbana com passagens de autoanálise e um olhar esperançoso para o futuro, este relato oferece a seus fãs, além de valioso documento histórico, um contato íntimo com o artista e um exemplo decisivo de superação.

O Dicas da PaTy é um site com artigos, notícias e reportagens. Além, de sugestões para você acompanhar vídeos, lugares, música, séries e livros.

ACOMPANHE o Dicas da PaTy:

Site: http://dicasdapaty.com
TWITTER: @Dicaspatyfelix https://twitter.com/Dicaspatyfelix
Facebook: https://www.facebook.com/dicasdapatyy
Snapchat: dicasdapaty
Instagram: https://www.instagram.com/dicasdapatyfelix

Dica de Livro: Renato Russo – O Filho da Revolução

A jovem capital de Brasília foi palco de todas as mudanças ocorridas no conturbado período PRÉ e PÓS abertura política. É com esse plano de fundo que surge a Legião Urbana, um dos maiores fenômenos musicais do país.

O livro conta paralelamente sobre a transformação da história do nosso país e a vida de Renato Russo. Têm fotos exclusivas, cartas, registros de diários, rabiscos, ideias das composições que o cantou criou.

A década de 1980 surgiu como um grito de identidade nacional, propagando a ideologia punk/rock em nosso espaço sonoro. Renato Russo carioca radicado em Brasília ganhou o status conquistado por ele como cantor e compositor.

No meio de várias biografias, ensaios e homenagens póstumas, o livro “Renato Russo: O Filho da Revolução” com 400 páginas, escrito pelo jornalista Carlos Marcelo, o autor fez o levantamento de entrevistas (algumas pouco conhecidas), coletou dados e informações valiosíssimas de quem conviveram com Renato Russo, bem como de fontes documentais da época (como jornais, revistas, programas de rádio e periódicos de todos os gêneros).

A obra conta com mais de cem entrevistas, incluindo depoimentos de Dado Villa-Lobos, Dinho Ouro Preto, Herbert Vianna, Millôr Fernandes, Ney Matogrosso, Tony Bellotto e vários amigos anônimos. Edição especial com ensaio inédito sobre a música Faroeste Caboclo.

Dica de livro: O Último Adeus

o-ultimo-adeus-cynthia-hand-darkside-books-capa-cover-final2
Livro O Último Adeus

O Último Adeus é narrado em primeira pessoa por Lex, uma garota de 18 anos que começa a escrever um diário a pedido do seu terapeuta, como forma de conseguir expressar seus sentimentos retraídos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é se sentir feliz. O divórcio dos seus pais, as provas para entrar na universidade, os gastos com seu carro velho. Entre outras tantas coisas, ela se sente vazia. E no meio desse vazio, Lex e sua mãe começam a sentir a presença do irmão. Fantasma, loucura ou apenas a saudade falando alto? Eis uma das grandes questões desse livro apaixonante. O Último Adeus é sobre o que vem depois da morte, quando todo mundo parece estar seguindo adiante com sua própria vida, menos você. Lex busca uma forma de lidar com seus sentimentos e ela só tem apenas a nós, leitores, como amigos e confidentes. O mundo espera que continuemos felizes e contentes, por isso o Último Adeus mostra que sim, a vida continua, mas que vamos ficar tristes de vez em quando, que faz parte chorar, que vamos sempre lembrar de quem se foi, com muito carinho.