Dica para ouvir: Banda HSE7E

Na estrada desde 2005, a banda HSE7E lançou em 2009, sua primeira canção “O que eu fui buscar”. Em 2014, lançou o vídeo clipe do single “Como Esquecer”. Seu repertório mescla rock, pop e outros hits nacionais e internacionais. A Banda já dividiu o palco com grandes bandas do cenário nacional como Capital Inicial, RPM, CPM22, Jota Quest, Fresno, Malta e Os Paralamas do Sucesso.

Com esse repertório eclético, a banda vem com formação de Marcos Proença (Vocal), Breno Silvello (Guita), Cae Spadotto (Teclados), GH IBateria) e Caio Teisen (Baixo).

Clipe: Como Esquecer

https://www.facebook.com/bandah7oficial

Daily Vlog – Expomusic 2017

SAIUUU Vídeo novo

O Dicas da Paty conferiu a Expomusic, evento internacional de música, áudio, iluminação e acessórios.

Acompanhe as bandas que estão no vídeo:

NDK:
www.ndkoficial.com.br

https://www.facebook.com/ndkoficial

Kilotones:

https://www.kilotones.com.br

https://www.facebook.com/kilotonesoficial

 

P7:

www.p7oficial.com

Gabi Luthai
https://www.facebook.com/GabiLuthaiOficial/?ref=br_rs

 

Curta, compartilhe e comentem o que acharam.

Dica para o Final de Semana: Expomusic

Entre os dias 4 a 8 de outubro, no Anhembi, em São Paulo, acontece a Expomusic. Um dos maiores eventos profissionais da música no mundo, e segue a tendência internacional de reunir negócios, entretenimento, conteúdo e educação.

Os dois primeiros dias (4 e 5) são abertos exclusivamente a lojistas, compradores e profissionais do setor, e os demais (6, 7 e 8), aos amantes da música em geral, mediante bilheteria.

No Pavilhão de Exposições do Anhembi estarão expostas as novidades em instrumentos e acessórios de grandes marcas mundiais. São milhares produtos lançados por empresas nacionais e estrangeiras, de diversos países, que os visitantes podem degustar.

No lugar da praça de alimentação, o Expomusic Fest reúne uma série de atrações para os visitantes, como food trucks, bar, exposição de fotos, pinturas, grafites e pôsteres, estúdio de tatuagem, salão de beleza e barbearia, lojas temáticas, exibição de musicais e shows, espaço para crianças e muito mais.

A Arena Expomusic, na parte externa do pavilhão, é o espaço para shows no Palco Flutuante, onde acontecem atrações como Rock Lounge, Aquarian Day Drum Show e o Festival das Escolas de Música.

O evento conta, ainda, com o Expomusic Talks, que recebe especialistas e representantes de marcas consagradas e startups para tratar de temas como inovação, tecnologia, marketing, varejo, carreira e outros. A Expomusic reserva também um espaço especial para a Musicalização Infantil, onde crianças participam de oficinas de iniciação musical.

Uma das novidades da Expomusic deste ano é o do IA – Salão de Iluminação e Áudio PRO, realizado nos três primeiros dias da Expomusic (4 a 6 de outubro) no Hall Nobre II do complexo do Anhembi. O espaço foi criado especialmente para atender aos profissionais que visitam a feira em busca de tecnologias, soluções e novidades em sonorização e iluminação para shows ao vivo, efeitos especiais, instalações e projetos comerciais de grandes empresas, governos, lojas, shopping, estúdios, templos, igrejas, teatros e outros.

Dica para ouvir + Entrevista com a Banda Love Chaleira

A Banda Love Chaleira com seu som autoral vêm conquistando o público, com influências do rock dos anos 80/90, SKa, blues, soul e folk. Formada desde 2008, a banda da região sul do País, vem com formação atual de Rafa Kunz (Vocal), Rodrigo Rysdyk (Baixo), André Baires (Bateria) e Juliano Dering (Guitarra).

A Love Chaleira está para lançar um novo EP e o Dicas da Paty bateu um papo com essa galera que conta sobre sua trajetória, a produção do clipe Sempre Falei e a produção desse novo trabalho que deve chegar ao final do ano.

Curta, compartilhe e comentem o que acharam.

– Como aconteceu a formação da banda?

Bom, isso é uma longa história…

A primeira formação foi com Rodrigo Rysdyk (baixo), Rafael Kunz (vocal), Zé Roberto Muniz (Guitarra) e Dudu Ribeiro (batera). Ficamos com essa formação por bastante tempo e todas as composições do primeiro EP (Love Chaleira) surgiram nesta fase. Depois o Dudu foi morar no Rio e o Zé tomou outros rumos profissionais, mas ambos estão até hoje conectados na banda! Dai entrou Matheus Garcia (bateria) e Márcio Rutkoski (Guita).

Com esta formação gravamos o primeiro EP, porém no dia no lançamento o Márcio deixou esse plano em um acidente de carro; Bom, com isso ficamos um tempo mantendo os shows com ajuda de amigos na guitarra até o Juliano Dering (Juba) assumir a guitarra. A formação atual é Rodrigo Rysdyk, Rafael Kunz, Juba e André Baires (Baterista).

 

– Como surgiu a ideia para o nome da banda?

Logo no inicio, em uma reunião da banda na casa do Rodrigo, após algumas cervejas, o Zé Roberto olha para estante da sala, vê uma capa de um filme e pergunta: “Quem filme é esse? Love Chaleira?”.

Na verdade era o filme “Love in the Time of Cholera”, ele leu errado. Isso gerou um ataque de risada em todos, no final achamos que era um bom nome para a banda… Maldita cerveja! kkk

 

– Para quem não conhece vocês, como vocês descreveriam a banda?

É uma banda com uma sonoridade que conversa com as coisas que estão rolando agora, com o rock contemporâneo, buscando levadas dançantes e empolgantes. Letras que abordam o cotidiano, às vezes um tanto perturbador, ás vezes leve e descomprometido.

 

– Quais são as vantagens e desafios em produzir música própria e fazer carreira no Brasil?

Bom, a vantagem é fazer o que gostamos e conseguir expressar os sentimentos com a nossa música, levando uma mensagem ou uns sentimentos até as pessoas.

Os desafios são brutais! O mercado está bem encolhido, não só para o rock, mas de uma forma geral; só que não da para ficar reclamando né? A saída é trabalho, trabalho e trabalho.

A grande questão é como trabalhar! A fórmula de como construir uma carreira está em constante mutação hoje, o artista precisa fazer varias coisas para conseguir fazer suas músicas serem escutadas por mais de 30 segundos na net.

Então, estamos envolvidos em várias atividades culturais; nós estamos inseridos em uma produtora (Holiday Produtora) e estamos envolvidos em organizar festivais (Holiday Rock Festival); formamos parcerias com bandas que estão na estrada e vamos construindo uma rede de contatos para divulgar a banda e trilhar a carreia.

 

– O vídeo clipe “Sempre Falei”, Contem-nos como foi sua elaboração? Por que a escolha desse som?

No primeiro EP, “Sempre falei” era a música com a vibe exata que a gente queria pra banda naquele momento, uma música dançante; assim que o a Pré do EP saiu, fui uma unanimidade que esse som deveria ser o single do EP.

O clipe nasceu de várias reuniões, ajustando as ideias ao orçamento. O plano inicial era fazer um clipe da banda tocando, dai foi uma construção até chegarmos à ideia de a banda tocar em programas de TV e invadindo a tela das pessoas. O Clipe foi produzido pela Gandolfi Filmes e Música Direção: Edson Gandolfi.

 

– Vocês estão produzindo um EP novo, como está sendo a produção?

Sim, estamos trabalhando nas novas músicas desde Janeiro. As músicas já estão gravadas e agora estamos produzindo o material (Clipes) para fazer o lançamento do EP.

 

– Já tem data de lançamento?

Não temos o dia exato, mas será nos primeiros dias de Novembro!

Clipe do single “Sempre Falei”:

Facebook

Dica para o Final de Semana: Show de Lançamento do EP Proporção Áurea

Neste domingo, dia 1 de outubro, a Banda EVREN lança oficialmente seu novo EP Proporção Áurea. A Banda formada desde 2013 está com sua página oficial do Facebook, perto de completar 10 mil seguidores. E para comemorar o lançamento terá a apresentação de outras bandas convidadas como Inside The Daybreak, Oitomilhas, Projeto Maktub, Seventh e Luanda.

O evento começa a partir das 16h, no Augusta 339; o valor do ingresso antecipado está 20 reais e na porta 25 reais. O Augusta 339 está localizado na Rua Augusta, 339 – São Paulo.

Link do evento

Para conhecer o trabalho da Banda, ouça o Proporção Áurea pelo Youtube:

Dica para o Final de Semana: 1º festival colaborativo beneficente

A Associação Cultural Cecília está completando nove anos e para comemorar, neste Sábado, dia 30 de setembro e 1 de outubro, irá realizar um evento beneficente. O local já recebeu vários artistas, bandas, filmes independentes, chefs de cozinha, grupos de dança, teatro e feiras.

Como muitos espaços de cultura alternativa sem apoio, a casa resolveu criar este evento, que é um apoio colaborativo; você paga o quanto quiser.

O festival terá a apresentação de nove bandas (que tocarão sem cachê), terá o fornecimento de bebidas pela cachaçaria Banguela da Ilha, Rodrigo Chã com as artes e diversos apoiadores.

 

Programação:

Bloody Mary Una Chica Band

RAKTA

Ema Stoned

Emicaeli

Autoramas

A Cruz Sesper Trio

Patife Band

Test

*atração surpresa*

 

Associação Cultural Cecília: Rua Vitorino Carmilo, 449
Das 16h às 23h Gratuito/Pague quanto quiser
Para quem quiser fazer doações de qualquer valor, pode ser feito em depósito em conta bancária.

Dica para ouvir: NOVO EP Impermanência da Banda NDK

A banda de Jundiaí NDK, lançou seu novo EP, intitulado Impermanência. Este trabalho vem com cinco faixas e letras que tratam sobre os ciclos pessoas que temos que passar e nosso autoconhecimento. O show de lançamento, oficial será dia 28 de outubro, no Centro Cultural Rio Verde, em São Paulo.

Recentemente, divulgarão o Lyric vídeo de “Quando Eu Fecho Os Olhos”.  Essa faixa foi produzida por Rodrigo Castanho. As outras faixas ganharam produção de Tomás Magno, Paulo Vaz (Supercombo) e Raul Alaune.

O EP está disponível em todas as plataformas. Confiram, Curtam, compartilhem e comentem o que acharam.

Itunes

Deezer

Dica para ouvir: Banda garagem rock band

Criada desde 2014, a Banda Garagem Rock Band, traz um repertório eclético de covers de: The Cure, Pink Floyd, Beatles, Tears For Fears, David Bowie, Van Halen, The Clash, Zz Top, Queen, Metallica, AC/DC, Iron Maiden, entre muitos outros.

A Garagem conta com os grooves fortes de Renato Muniz, a musicalidade de Leo Gorgatti, a pegada de Gel Negrini, os timbres de Elton Araujjo, e a voz de Fernanda Pagani.

Instagram

https://www.facebook.com/garagemrockband/

 

Dica para ouvir + Entrevista com a Banda Infuria

A Banda Infuria está na cena independente desde 2015, formada em Porto Alegre, os caras fazem um som próprio com influências do grunge e Rock mais clássico.

A Infuria vem com formação de um trio: Magrão Fonseca (Guitarrista e vocalista), Michael Fonseca (Baixista) e Anderson Almeida (Baterista).

Recentemente lançaram o CD “Imperfeito” e o Clipe Oficial Destrua, está música faz parte do álbum lançado.

O Dicas da Paty bate um papo com essa galera que fala sobre o novo álbum de trabalho, o clipe oficial e os planos para o ano que vem. Curta, compartilhe e comentem o que acharam.

 

– Como aconteceu a formação da banda? 

Eu (Magrão), toquei durante sete anos na banda Fermo, banda no qual nós três já havíamos tocado juntos, o Anderson em 2007 a 2009; e o Michael em 2009 a 2010. Quando a banda acabou em 2015, eu não queria dar um tempo, queria continuar com novas ideias, com uma nova musicalidade que estava vivendo no momento, então não pensei duas vezes ao chamar velhos amigos de confiança pra essa nova etapa, tirando o fato que eu e o Michael somos primos, nós criamos juntos, ele me ensinou a tocar e conheci o Anderson em 2005, digamos que somos macacos velhos, mas gatinhos! (risos)

 

– Como surgiu a ideia para o nome da banda?

Nossa vontade de fazer Rock com peso sempre predominaram, então queríamos que o nome fosse algo agressivo que mostrasse através do nome o nosso tipo de som, algo Furioso; no início a ideia era Fúria, mas pesquisamos e já tinha uma banda com esse nome, então optamos por INFURIA, acho que ficou um bom nome, que combina bem com nosso Rock!

“queríamos que o nome fosse algo agressivo que mostrasse através do nome o nosso tipo de som”

– Para quem não conhece vocês, como vocês descreveriam a banda?

Somos uma banda que foge de tudo que é padrão, somos audaciosos, sem medo de “sentar o dedo”.

 

– Quais são as influências musicais de cada um?

Basicamente ouvimos e gostamos das mesmas bandas, acho que por unanimidade, bandas como Queens of The Stone age, MUSE, Silverchair e Nirvana.

 

– Como surgiu à ideia do clipe Destrua? Contem-nos como foi sua elaboração? Por que a escolha desse som?

Destrua é a nossa porta de entrada para o que realmente somos, desde a melodia, pesada, angustiante, que te pega de surpresa, a letra que retrata nada mais nada menos do que somos hoje; para nossa sociedade, pessoas descartáveis. Escolhemos por todos esses fatores e também porque amamos tocá-la, então pensamos, poxa, esse som merece um clipe; então chamamos nosso quarto integrante William Herrmann, que produz todo nosso material, todos os clipes, que nos atura e mata no peito nossas ideias de “giríco” e pega junto, unimos as ideias de fazer algo retro ao estilo VHS anos 80, usar prédios sendo destruídos; uma atuação de gala da banda, com a ajuda do nosso ilustre produtor Fell Rios, saiu essa obra de arte contemporânea.

 

– Qual a dica que você daria para jovens que se interessam em criar uma banda e seguir carreira artística?

Cara a gente toca a 15 anos no mínimo, vou ser breve, a música me deu muitas alegrias, ainda vai me dar muitas outras, então toque com coração, dedicação, busque sempre evoluir, não pare no tempo, e principalmente, faça o que vem da alma, não faça o que te falaram pra fazer, ou em busca de sucesso, se tu tocar de coração, ele vem ao natural, se não vir, tu fez o que tu ama e o que é de verdade, isso é importante!

“Toque com coração, dedicação, busque sempre evoluir, não pare no tempo, e principalmente, faça o que vem da alma”

– E os planos para o segundo semestre de 2017?

Como lançamos há três meses apenas nosso primeiro álbum, estamos fazendo muitos shows da Tour do álbum, pretendemos lançar mais um clipe, já lançamos 2, mas, tcha tcha tcha tchammm!!!! (risos) Já temos umas 15 músicas pré-produzidas, e delas vamos tirar cinco para talvez no início do ano tenhamos um EP para lançar, com uma cara nova e músicas muito mais loucas!

 

Gostaríamos de deixar um grande abraço ao pessoal do blog, por dar espaços a bandas novas do nosso cenário musical, isso é muito importante é a gente Valoriza demais isso! Que precisarem estaremos à disposição!
Grande abraço do Magro, do Michael e do Andy. Nos chamem de INFURIA e que a loucura esteja sempre em nós!!

Acompanhe o Facebook da Banda:

Facebook